JOGO DE VÁRZEA ENTRE TRICOLORES! 

06 JUL 2015
06 de Julho de 2015

                           

Por: Bruno Almeida

Olá, Leitores!

Novamente o nosso amado Tricolor não agradou a torcida.  Desde o empate contra o Avaí, empate esse que veio no finalzinho, o nosso clube não conseguiu voltar ao topo da tabela. Perdemos fora de casa contra o Palmeiras e contra o Atlético-PR e em casa empatamos novamente, porém agora contra o Fluminense. São Paulo antes da partida contra o time Catarinense era líder e agora nos encontramos fora do G4.

Vamos para 12º rodada do Brasileirão e o nosso Soberano ainda não mostrou a cara de time que quer ser campeão: perdemos de goleada fora de casa, no Allianz, e após levar o gol, o time não consegue reagir para buscar um empate e virar o jogo, tal como aconteceu também no jogo contra o Furacão que perdemos   por   2x1.

Enfim, nesse jogo contra o Fluminense, me lembrei do ano em que quase fomos rebaixados.  Eu fui no estádio, a torcida fez a parte dela, pois teve um bom público e até me recordo que jogaram o sal grosso para afastar a “zica” que estávamos passando. Pois bem, o jogo foi excelente e saímos com a vitória!  Agora, voltando ao presente, esse jogo foi um pouco apático e nem foi por culpa do frio, do gramado ou da pouca torcida.... Aliás, os dois clubes, deixaram muito a desejar!  Era de se esperar um jogo bem intenso nesse clássico tricolor, com várias chances de gols para os dois lados, pois um estava em terceiro e o outro querendo voltar ao G4.  Mas, no final, acabou sendo um empate sem gols!

Com algumas mudanças no time adversário, Lucão, que marcava o principal meia do Fluminense, acabou ficando sem função e  Osorio mandava ele avançar. Ele teve algumas experiências de volante na base, então isso não seria tão complicado para ele.

Não só Lucão, com suas boas roubadas de bola, mas o restante da nossa zaga se saiu bem também! Thiago Mendes teve sua chance de finalização e Rafael Tolo teve duas chances de abrir o placar! Tivemos até a presença de Rodrigo Caio, que voltou, pela felicidade do técnico Osório e entrou no lugar de Edson Silva, que havia tomado um cartão amarelo. Breno foi a novidade na zaga, ele estava no banco dos reservas, porém não estreou.

 

Da zaga para o meio-campo: Paulo Henrique Ganso em alguns momentos sumia, porém, quando ele resolvia dar as caras, fazia boas participações. Esses são os mistérios de Ganso. Ele é inteligente... não é um jogador ruim e quando pega na bola sabe o que fazer com ela.  Às vezes, alguns jogadores não conseguem acompanha-lo... Pato até que consegue. O problema é que a paciência é curta e esses apagões do nosso meia é bem contestado.  E já que mencionei o Pato, Ganso tabelou com o mesmo. Nosso “maestro” chutou colocado e quase abre o placar com essa jogada muito boa! Finalizou bem e surpreendeu Diego Cavalieri! Deu perigo!

Michel Bastos foi o homem dos lançamentos!  Além de ir bastante em direção ao ataque e fazia boas cobranças, o que fez dele um dos jogadores mais presentes e ativos no primeiro tempo! Fez boas participações, mas não era o suficiente.  Entretanto, no segundo tempo saiu e deu lugar a Centurion, dando assim uma movimentação diferente.

E falando em Centurion, teve duas oportunidades, porém nas duas demorou para finalizar.

Luís Fabiano chegou a brigar pela bola algumas vezes e, com a entrada de Wesley no lugar de Hudson, nosso atacante melhorou num momento em que estava sumido e chegou a fazer um bom passe para Centurion.  Aliás, o time inteiro melhorou com a entrada de Wesley, proporcionando assim mais opções.

No primeiro tempo, o São Paulo marcou bem, não deu liberdade para o adversário e por isso o time carioca não teve muitas chances, pois o tricolor congestionava o meio e obrigava os jogadores do Fluminense a chutar de longe, mas em contrapartida  nosso time teve apenas 4 finalizações. Além disso, tivemos a presença do ex-tricolor Antônio Carlos do outro lado.  Como seria bom se ele fizesse aqueles gols contra, não é?

Bem... e diante disso tudo, o São Paulo tentou, mas não conseguiu uma vitória no Morumbi. Osório aparentemente não está satisfeito com esses desfalques e terá que modificar o seu projeto. Temos que dar tempo ao nosso técnico e contar com a paixão do torcedor tricolor para que o estádio não fique vazio. O próximo jogo   será   contra   o Vasco no Mané Garrincha, um jogo que pode ajudar o nosso clube a se recuperar.

#AvanteMeuTricolor!

Saudações Tricolores!

Bruno Almeida - @baImeida - @webtricolorfc – 05.07.2015

Voltar