MEUS DOIS ÚNICOS AMORES

12 JUN 2015
12 de Junho de 2015


Por: Ernesto Vidoca

Não adianta tentar procurar explicações lógicas para o amor porque como dizem por aí, e é mais do que verdade: “O amor tem razão que a própria razão desconhece”, o amor é aquele frio na barriga, calor excessivo no corpo, é um sintoma sem sentidos, são sentidos inexplicáveis.

Explicar o amor, é a mesma coisa que entender o porquê do brilho das estrelas, macarrão aos domingos, sentar ao lado da pessoa amada e mesmo aos mais falantes, perder a fala, enfim, a lógica do amor, é que não tem logica, é só sentir, gostar, amar sem medo, sem preconceito, mesmo porque o amor não tem classe social, cor, credo, é o único substantivo abstrato que se torna concreto, quando duas pessoas, verdadeiramente se amam.

Um conselho de quem ama e é amado, quando o amor te pegar, ame, não queira entender os porquês, o sentimento mais lindo do ser humano, não tem porque, ponha o carinho, o sentimento verdadeiro acima de qualquer coisa, sinta falta da pessoa amada, ainda que seja por dois minutos, tenha a coragem de um super- herói de reconhecer um erro e de pedir desculpas, e voltar a amar com a essência do coração e, depois do amor carnal, continue amando, não faça mais nada que não seja beijar, tocar, ame como se fosse a primeira e última vez.

Dizem e concordo com isso, que o orgasmo no amor é muito parecido quando nós torcedores do clube mais amado do Brasil, vemos um gol, desse time que é nossa paixão, que as vezes assim como a pessoa amada, nos traz conflitos, brigas, porém, tudo se resolve no dia seguinte e voltamos a amar quem nunca deixamos de amar, é antagônico mas é verdade, uma vez que amando alguém e o nosso São Paulo, por nano segundos, odiamos, mas voltamos a ama-lo eternamente e para todo sempre, esse que é nosso amado clube brasileiro.

O dia que tu deixar de existir, não vou sorrir nunca mais, isso digo aos meus dois amores, ao São Paulo e ao meu grande amor.

 

Ernesto Vidoca - @dedevidoca - @webtricolorfc – 12.06.2015

Voltar