ROLAND GARROS - A TRAJETÓRIA DE UMA ETERNA CAMPEÃ

06 JUN 2015
06 de Junho de 2015


Por: Berenice Vidoca

Serena Williams provou mais uma vez porque é a melhor do mundo, venceu Lucie Safarova por 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 6/7 (7-2) e 6/2, e sagrou-se tricampeã de Roland Garros e conquista seu 20° Grand Slam: seis Australian Opens (2003, 2005, 2007, 2009, 2010 e 2015), cinco Wimbledons (2002, 2003, 2009, 2010 e 2011), seis US Opens (1999, 2002, 2008, 2012, 2013 e 2014), e agora soma seu terceiro troféu em Roland Garros, após os triunfos em 2002 e 2013.

Serena com sua 20ª conquista, a tenista de 33 anos fica a dois Grand Slams de igualar a alemã Stefanie Graf, maior vencedora da história, que teve 22 títulos somando os quatro maiores torneios do circuito e se aposentou em 1999, justamente o ano em que a americana conseguiu seu primeiro US Open.

Serena chegou para a final ainda se recuperando de uma gripe. Ela cancelou o treino e a coletiva na véspera da final, afirmando que "poucas vezes se sentiu tão doente em quadra" e que precisava "descansar e se manter hidratada" para a decisão. Qualquer esperança que isso pudesse dar à Safarova, porém, não se confirmou.

Ao menos, esta foi a melhor apresentação em Grand Slams da tenista de 28 anos, que inclusive eliminou Maria Sharapova, campeã no ano passado. Em 2014, Safarova caiu nas semifinais de Wimblendon. O máximo que ela havia alcançado em Paris, até então, havia sido as oitavas em 2007 e 2014. Agora, é vice-campeã.

 

Berenice Vidoca - @berevidoca - @webtricolor – 06.06.2015

Voltar